Português

PROGEP realiza diagnóstico de dados cadastrais para identificar possíveis riscos

14 de outubro de 2020

Com o objetivo de antever possíveis riscos e zelar pelas boas práticas de governança no serviço público, a Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PROGEP) finalizou neste mês diagnóstico cadastral dos servidores ativos da UFC que ingressaram no serviço público até dezembro de 1995. O trabalho realizado possibilitará a elaboração de um plano de ação para atualização das informações cadastrais dos servidores, agilizando os processos de concessões de benefícios previdenciários, tais como aposentadorias, pensões e abonos de permanência e reduzindo os riscos de diligências futuras em auditorias dos órgãos de controle, como Controladoria Geral da União – CGU e Tribunal de Contas da União – TCU.

A iniciativa foi executada por grupo de trabalho formado por servidores da Divisão de Provimento de Aposentadorias e Pensões (DIPAP), da Divisão de Informações de Pessoal Ativo (DIPAT), da Coordenadoria de Administração de Pessoal (CAPES), da Assessoria Técnica e Administrativa (ATA) e da Central de Relacionamento, que desempenharam suas atividades de janeiro a setembro de 2020. Segundo a coordenadora do grupo, Cláudia Fabiane, o projeto foi desafiador. “A eficiência e o compromisso de toda a equipe foi determinante para a conclusão e contribuirá para dar mais celeridade e transparência aos processos”, ressalta.

Para o coordenador de Administração de Pessoal da PROGEP, Alexandre Nogueira, a análise qualificada dos dados cadastrais pelos servidores que participaram do projeto permitirá a emissão de atos de concessão de benefícios previdenciários com maior segurança. “O diagnóstico entregue pelo grupo se encontra alinhado com a elaboração do manual de aposentadorias e pensões e com as ações de gerenciamento de riscos, onde um dos principais problemas é o cadastro inconsistente.”

Saiba mais – Em 2020, a PROGEP publicou manuais com orientações para concessões de aposentadorias e pensões e ofertou, junto à Secretaria de Governança, oficina sobre Gestão de Riscos com case prático nos processos de concessão de benefícios previdenciários.

A iniciativa está alinhada ao Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) por meio do objetivo estratégico de “Garantir a excelência nos serviços prestados” do Eixo Pessoas-Servidores, bem como ao objetivo estratégico “Consolidar um modelo de governança e implantar a matriz de risco para a gestão da UFC, garantindo efetividade no alcance da sua estratégia”, do Eixo Gestão-Governança.