Imprimir

Servidor da Progep presta homenagem ao Dia das Mães

Mãe... ê... ê... ê... Incrível!

Por mais que nos permitam usar o dom da palavra,
Uma jamais nos deixará ir embora, confuso... Sem rumo!
É a palavra ‘Mãe’ que nos conduz, e não admite limites.
Tem tempo e tem hora reservada, sempre.
É a ‘luz’ que nunca se apaga e nos fortalece nas batalhas, e
Quando o vento é forte, não sentimos medo, traumas, temores...

Sabemos que tudo desaba ao teu lado,
Porém, a maciez do teu veludo nos amortece e nos acalma:
Na desordem privada do nosso mundo,
Na busca de autonomia pura,
Na ausência simples da tua saudade, e
No mais complexo dos pensamentos...

Tudo acontece e nos atormenta,
Mas o que é lógico e sensato não passa,
Não deixa vestígios de falhas.
A tua presença é de graça, confortante!
É uma espécie de eternidade sem medida, sem tempo...
É o que Deus usa para nos lembrar
Que o teu nome é mais profundo,
É mais suave, é mais encantador...
E se você fosse de outro Mundo,
Nós não existiríamos aqui, tão vulneráveis e passivos...
O teu nome não é, simplesmente, ‘Mãe’; e não padece nunca.
O teu exemplo ficará sempre bem junto a nós!
E não podemos ir embora, sem crescer por dentro,
E florescermos como o grão que a tua sabedoria,
A tua paciência e
A tua experiência nos regou.

José Alfredo de Albuquerque
Assistente em Administração
Divisão de Pagamento de Pessoal Ativo - DIPAG/PROGEP